Prefeitura de Itatiba

03/06/2020 - 00:35:29
top_noticias
Mostra Bambolê está aberta à visitação
Qua, 04 de Setembro de 2013 15:05

2013.09.04_bambol__entrevista_1
"Cada pintor vê sua obra de maneira diferente", diz Claudia Baptistella, um dos talentos da Mostra Bambolê.

A 13ª Mostra Bambolê/JI de Artes, uma iniciativa do colunista do Jornal de Itatiba Diário Celso Catalano que conta com a parceria da Prefeitura, já está aberta à visitação no Museu Municipal 'Padre Lima'. A exposição reflete bem a diversidade e a democracia cultural itatibense. São 47 artistas da cidade expondo mais de 60 obras das mais diversas técnicas: mistas, acrílico sobre tela, desenhos, óleos, arte francesa e esculturas. Além disso, a Mostra deste ano homenageia o pintor Pedro Gava. O artista renomado já ganhou diversos prêmios e é hoje o primeiro nome que todo itatibense se lembra quando o assunto é pintura. Mas, muitos outros talentos também estão expondo. Confira a seguir uma entrevista com Claudia Baptistella Oliveira, 47 anos, moradora do Jardim Vitória, um dos muitos talentos presentes na Mostra Bambolê.

- Expondo ou visitando?
Expondo e visitando.

- É a primeira vez que você expõe?
Não. Eu já pinto faz vinte anos. E já exponho há uns quinze anos.

- É difícil expor na Mostra Bambolê?
Não. É muito fácil. É só estar atenta às datas. Se preparar antecipadamente com as pinturas, os quadros, e se inscrever.

- O que é para você participar da Mostra?
Na verdade, o que eu mais gosto é de mostrar o meu trabalho. Mostrar o que eu sinto com as cores, as texturas, as pinceladas. Gosto de ver as reações do público.

- Qual é o seu trabalho?
A Sagrada família.

- Por que você escolheu esse tema?
Papai, mamãe, irmão. É tudo de bom. Sem eles a gente não é nada. E sem eles eu não pintaria. A família é a grande cultivadora de toda a minha pintura, do meu colorido de toda minha expressão. Sem eles não se tem energia para isso. É a minha vida dentro da pintura.

- E como é ver a Mostra como visitante?
É um deleite. Você vê muitas obras diferenciadas. Muitas texturas diferentes, pinceladas diferentes. Cada pintor vê sua obra de maneira diferente. Você vê também a reação do público frente às obras. Aquelas que se entende, aquelas que não se entende. O maravilhoso está nisso, no mistério de você ver e sentir alguma coisa frente àquilo que você está observando.

- Como você vê essa diversidade de obras, de estilos, de culturas dentro de uma Mostra?
Fantástico. Quanto mais diferente melhor. Seu próprio olhar perante outras facetas da arte. São outros olhares sobre a arte. Olhares diferentes sobre o mundo. Cada um vê de um jeito, cada um pinta e transmite de um jeito. E é interessante, divertido ver toda essa diferença.

- O diferente atrai? Chama a atenção?
Chama a atenção e mexe com o sentimento. A arte é isso, tem que mexer com o sentimento, com o que está no interior do observador, seja ele quem for.

Serviço:
13ª Mostra Bambolê/JI de Artes
Data: até 29 de setembro
Local: Museu ‘Padre Lima' - Praça da Bandeira, 122, Centro, fone: 4524-1264
De terça à sexta-feira das 9h às 18h, sábados, domingos e feriados das 9h às 17h
Patrocínio: Jornal de Itatiba
Entrada gratuita
Classificação: Livre

 

top_coronavirus

botao_pfr

botao_casm

plano_emergencial_alimentacao

botao_sedac

boto-iptu

Legislação Tributária ISSQN

taxa_licenca_2019

produtor_rural

boto-nsfe
banner_botao_cupom_fiscal
banner_atribuicao_aula
banner_aux_transporte
banner_catabugiganga
banner_programacao_melhor_idade
banner_parquimetro

banner_ouvidoria